7 locais imperdíveis para uma viagem à China

Segundo o site https://viagens.sapo.pt/viajar/viajar-mundo/artigos/7-locais-a-nao-perder-numa-viagem-a-china, estes são os locais que não podem ficar de fora de uma visita à China: 


Pingyao

Pingyao é, sem dúvida alguma, a cidade muralhada mais bem preservada de toda a China. E é simplesmente fantástica. As ruelas empedradas, as tradicionais casas chinesas com lanternas vermelhas e convidativos pátios, os velhinhos templos budistas, os altivos bastiões e imponentes muralhas conduzem-nos numa viagem no tempo. 


Yangshuo

A região de Yangshuo tem das paisagens mais emblemáticas de toda a China. O soberbo relevo cársico rompendo da terra parece uma paisagem do outro mundo, e faz-nos duvidar se ainda estaremos no planeta Terra.

São mais de 70 mil picos em toda a região, o que a torna num verdadeiro paraíso para os praticantes de escalada. Mas as atividades de outdoor estão longe de se resumir a isso. São inúmeros os trilhos para quem ama caminhadas e ainda mais os roteiros para quem adora andar de bicicleta.


Exército de Terracota

Perder a noção do tempo a observar os milhares de rostos do grandioso Exército de Terracota foi uma das experiências mais marcantes da nossa viagem à China. Um dos aspetos fantásticos desta grande obra é a unicidade de cada figura. Não há um rosto, um penteado, uma farda militar que se repita. Impressionante!


Grande Buda de Leshan

A maior estátua do Buda do mundo está na China, na cidade ribeirinha de Leshan, e tem mais de 70 metros de altura. A vista do Buda do topo do desfiladeiro é de deixar qualquer um boquiaberto, mas é à medida que vamos descendo as sinuosas escadarias que dão acesso aos pés da estátua que nos sentimos verdadeiros liliputianos.


Grande Muralha da China

A maior das 7 Novas Maravilhas do Mundo dispensa apresentações. A Grande Muralha da China é sem dúvida uma das maiores obras de engenharia militar do mundo. Escusado será dizer que nenhuma viagem à China fica completa sem se percorrer a pé este ícone mundial.


Terraços de Arroz de Longsheng

Os terraços vão desde a base da montanha de Longji até ao seu topo, a cerca de mil metros de altitude. Pelo meio pontilham dezenas de pequenas aldeias das etnias minoritárias de Zhuang e Yao, esta última conhecida pelo facto de as suas mulheres terem o recorde dos cabelos mais compridos do mundo (o comprimento médio é de uns impressionantes 1,7 metros). Garantimos que explorar os impressionantes terraços de arroz de Longsheng, percorrendo as dezenas de quilômetros de trilhos que os serpenteiam, é uma experiência inesquecível.


Planalto Tibetano

Explorar o Planalto Tibetano em Khan, uma das mais antigas províncias tibetanas, foi uma das experiências mais fantásticas e marcantes da nossa viagem à China.

A 4000 m de altitude custa respirar, mais ainda quando as paisagens são de cortar a respiração. Passamos por pequenas aldeias tibetanas, como Tagong; andamos às compras pelo vibrante mercado tradicional da poeirenta vila de Ganzi; percorremos a pé e a cavalo extensas planícies povoadas por centenas de iaques; comemos deliciosas iguarias e insuflamos a alma com o espírito tibetano. Destino incontornável!


Compartilhar